OAB Paraná lamenta morte de advogada e repudia feminicídio

03/11/2020

A OAB Paraná lamenta profundamente a morte da advogada Vanessa Postal, de Cascavel. Até o momento, as investigações apontam que ela foi vítima de feminicídio, praticado pelo companheiro, que também tirou a própria vida.

Vanessa tinha 33 anos e estava grávida de três meses. Os corpos foram encontrados após a família perceber que a jovem advogada não atendia ligações e nem respondia mensagens e acionar a polícia. Vizinhos relatam que ouviram brigas na casa do casal na manhã do dia do crime.

A OAB Paraná defende intransigentemente o enfrentamento a todas as formas de violência, com ênfase na violência de gênero pelas suas características abomináveis no cotidiano das mulheres e repudia mais este trágico episódio. Infelizmente, a morte de Vanessa se soma a de tantas outras mulheres, entre as quais as também advogadas paranaenses Tatiane Spitzner, Angelina Rodrigues e Lucimara Stasiak.

Diante desse terrível crime que mais uma vez ceifa vidas prematuramente, a OAB Paraná, por meio de sua Diretoria e das Comissões de Estudos sobre Violência de Gênero (Cevige) e da Mulher Advogada (CMA), reitera a necessidade do constante enfrentamento da violência de gênero desde suas mínimas manifestações. No mesmo sentido, é fundamental que a igualdade seja fomentada em nossa sociedade, a fim de que as vítimas tenham apoio e estejam empoderadas para romper o ciclo de violência.

A diretoria da seccional designou as presidentes da Cevige e da CMA, respectivamente as advogadas Helena de Souza Rocha e Mariana Lopes da Silva Bonfim, juntamente com a subseção de Cascavel para acompanhar as investigações.