OAB acompanha no CNJ a integração do Judiciário na Agenda 2030 da ONU

07/05/2019

A OAB Nacional participou, nesta terça-feira (7), da cerimônia de entrega do relatório destinado a apresentar proposta de integração das metas do Judiciário com as metas e indicadores da Agenda 2030 da ONU. O evento ocorreu no plenário do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), com a presença de diversas autoridades do Judiciário e do Sistema Brasileiro de Justiça.

O vice-presidente nacional da OAB, Luiz Viana, representando o presidente nacional da entidade, Felipe Santa Cruz, avaliou a iniciativa como extremamente positiva, ao inserir as metas do Judiciário no Brasil na agenda de desenvolvimento sustentável da ONU.

“O Conselho Federal da OAB acompanha a iniciativa desde o início e aplaude a implantação da Agenda 2030 no Judiciário Brasileiro. Ela é de extrema importância e insere o Judiciário Brasileiro nesse movimento organizado pela ONU, através do seu Programa para o Desenvolvimento (PNUD), para garantir o desenvolvimento sustentável ao Brasil e às demais nações”, elogiou Luiz Viana.

O advogado Valdetário Andrade Monteiro, membro do CNJ representando a OAB e a Advocacia Brasileira, foi um dos responsáveis por organizar o trabalho de inserção do Judiciário Brasileiro nas metas de desenvolvimento sustentável da Agenda 2030. As metas mundiais foram definidas em setembro de 2015, na sede da ONU, nos Estados Unidos, contendo objetivos para erradicar a pobreza, garantir proteção ambiental ao planeta e promover educação de qualidade, por exemplo.