Mantida pena a homem que furtou residência e se exibiu em selfie no celular da vítima

17/10/2021

Um homem que cumpria duas penas privativas de liberdade, porém já em regime aberto, voltou a delinquir e teve nova condenação confirmada pelo Tribunal de Justiça de Santa Catarina. Por invadir um apartamento na cidade de Laguna, no sul do Estado, e de lá furtar pertences do proprietário em janeiro de 2020, ele recebeu nova pena, agora de quatro anos, um mês e 23 dias de reclusão, mais 16 dias-multa.

O inusitado da situação é que a prisão ocorreu após o homem alterar o status do WhatsApp no celular que havia furtado da vítima para incluir uma foto sua, com boné e óculos levados do apartamento que invadiu após escalar a sacada. Um print da selfie foi tirado e apresentado na delegacia de polícia onde fora registrado o boletim de ocorrência, e imediatamente os policiais identificaram o autor do crime.

Em depoimento, apesar de negar o ocorrido, o homem, além de não apresentar álibi para o dia do furto, não manteve a coerência nas informações prestadas. A decisão, da 5ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, foi unânime em manter a condenação (Apelação Criminal n. 5000710-68.2020.8.24.0040/SC).