Justiça determina fiança de 20 mínimos para acusado de aplicar golpe do feitiço

24/07/2019

Um homem de 54 anos, preso em flagrante após aplicar um golpe em uma senhora de 65 anos, passou por audiência de custódia na tarde desta terça-feira (23/7), na comarca de Chapecó, oportunidade em que teve fixado valor de fiança para responder ao processo em liberdade, no valor equivalente a 20 salários mínimos. Sem dinheiro, ele já se preparava para retornar ao Presídio Regional de Chapecó quando um familiar chegou ao fórum com R$ 19.960 em dinheiro, pagou a fiança e obteve a liberdade do acusado.

Até o julgamento, conforme determinação da juíza Ana Karina Arruda Anzanello, titular da 2ª Vara Criminal, o acusado ficará em liberdade provisória e terá que comparecer ao fórum sempre que solicitado, não poderá mudar de residência sem autorização prévia da Justiça e precisará avisar onde será encontrado caso se ausente por mais de oito dias de sua residência. Se descumprir alguma das obrigações, a fiança será considerada quebrada e a liberdade provisória poderá perder seu efeito e ser substituída pela prisão preventiva.

A vítima contou à polícia que na semana passada recebeu a visita de dois homens da cultura cigana. Eles comercializavam chás, mas durante a conversa disseram que precisavam fazer um feitiço para evitar a morte de um familiar. O “trabalho” custaria R$ 6.500. A idosa entregou o dinheiro, porém mais tarde percebeu o golpe e registrou um boletim de ocorrência. Na manhã de segunda-feira (22), a dupla voltou à residência para pedir mais R$ 12 mil para complementação do “serviço”. A vítima chamou a polícia. O outro suspeito fugiu em um carro prata (Autos n. 0007650-40.2019.8.24.0018).