Escola Superior da Advocacia lança plataforma de ensino a distância

29/05/2019

A OAB Paraná e a Escola Superior da Advocacia (ESA) lançaram nesta terça-feira (28) a plataforma ESA online, desenvolvida em parceria com a Escola da Magistratura Federal do Paraná (Esmafe-PR). O presidente Cássio Telles ressaltou que a iniciativa surge com a sensação de dever cumprido, pois esse é um dos compromissos firmados por essa gestão. Daqui por diante, mais de 30 cursos já estão disponíveis. Na próxima semana, a quantidade já chegará a 50.

“Essa grande inovação permitirá que o conhecimento jurídico produzido pela ESA chegue a todos os rincões do Paraná. Onde houver um advogado, lá estará a ESA”, disse o presidente da seccional. Ele lembrou ainda que advogados de todo o Brasil poderão acessar a plataforma e conhecer a qualidade dos estudos desenvolvidos aqui no Paraná.

“Este é um projeto gigantesco tocado maravilhosamente bem pela coordenadora-geral da ESA, Adriana D’Avila Oliveira, e pelos coordenadores das áreas, em uma parceria com a Escola Superior da Magistratura Federal”, definiu Telles. O presidente da seccional também destacou a trajetória contínua de avanços da ESA em gestões anteriores, sob as coordenação das advogadas Graciela Marins e Rogéria Dotti.

Aproximação

O presidente da Associação Paranaense dos Juízes Federais (Apajufe), Fabricio Bittencourt, representou a Esmafe durante o evento. O magistrado lembrou que há 10 anos entidade vem desenvolvendo know how para ensino a distância e, agora, essa é uma oportunidade aproximar a magistratura federal e a advocacia.

“Essa parceria envolve mais do que plataforma, é o compartilhamento de docentes e cursos entre as duas entidades. O que mais desejamos é que possamos passar a conversar pela via acadêmica, profissional e prática, por meio de um diálogo entre magistrados e advogados”, pontuou Bittencourt.

Adriana D’Avila, destacou como novidade da gestão a organização em duas coordenações: direito privado, com a advogada Marília Pedroso Xavier, e direito público, com Francisco Zardo.

“Quando pensamos em inovação, muitas vezes sentimos medo de que algo dê errado, pois toda mudança traz uma dúvida a respeito”, observou coordenadora-geral da ESA. “Mas estudar é a única saída para que tenhamos uma advocacia forte e digna. Vamos prover o treinamento necessário para que quando os advogados do estado do Paraná entrarem em campo surpreendam”, reforçou Adriana.

Também compuseram a mesa, a vice-presidente da OAB Paraná, Marilena Winter, a secretária-geral adjunta, Christyanne Bortolotto, o diretor tesoureiro, Henrique Gaede, desembargador do Tribunal Regional do Trabalho da 9ª Região (TRT-9), Aramis da Silveira.