Detento volta a ser condenado, agora por tentar matar colega de cela em banho de sol

03/04/2019
Um detento que já cumpre pena no Presídio Regional de Joinville foi condenado nesta semana e terá de cumprir mais 13 anos e quatro meses de prisão por tentativa de homicídio contra um colega de cela. A decisão foi anunciada pelo juiz Gustavo Aracheski, titular da Vara do Tribunal do Júri da comarca de Joinville, após deliberação do Conselho de Sentença, em sessão realizada na última segunda-feira (1º/4).
 
Neste episódio, que aconteceu em junho de 2017, dois detentos tentaram tirar a vida de um terceiro. O segundo homem apontado como agressor, entretanto, foi absolvido pelos jurados. Segundo a denúncia do Ministério Público, cerca de 60 presos estavam na mesma galeria e tomavam banho de sol quando ocorreram as agressões.
 
A vítima foi atingida por golpes de um objeto semelhante a um espeto. As lesões corporais causaram cicatriz permanente no apenado. Além disso, a ação do réu dificultou a defesa da vítima, que foi surpreendida pela violência. O crime só não foi consumado devido à intervenção dos agentes prisionais e também ao rápido atendimento à vítima, levada ao hospital logo após sofrer o ataque (Autos n. 0010200-16.2017.8.24.0038).