Publicado em: 12.12.2018

OAB homenageia advocacia com troféu Ordem Constitucional

O Conselho Federal da OAB fez na manhã desta terça-feira (11) uma homenagem simbólica a toda advocacia com a entrega do troféu Ordem Constitucional aos 81 conselheiros federais e aos 27 presidentes seccionais da OAB. Ao lado dos membros da diretoria, do vice-presidente, Luís Cláudio da Silva Chaves, do secretário-geral, Felipe Sarmento Cordeiro, do secretário-geral adjunto em exercício, Marcelo Lavocat Galvão, e do Diretor-Tesoureiro, Antonio Oneildo Ferreira, o presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia, destacou a importância da Constituição Federal e da luta de advogados e advogadas da lei suprema do Brasil.

“Hoje, é importante que também possamos expressar o reconhecimento pelo extraordinário trabalho desempenhado pela advocacia brasileira na defesa de nossa lei maior e, portanto, tenho a especial satisfação, em nome da diretoria do Conselho Federal da OAB, de entregar o troféu Ordem Constitucional aos conselheiros e conselheiras federais da OAB e aos presidentes das nossas 27 seccionais. Representando exatamente o simbolismo maior do pleno reconhecimento do trabalho desenvolvido por cada um na defesa das Constituição e principalmente por tudo que foi feito ao longo desta gestão nesses três anos”, disse Lamachia.

“Sem dúvida nenhuma, vivemos no Brasil os três anos mais complexos, mais difíceis, de nossa história e o Conselho Federal da OAB, juntamente com todos os presidentes seccionais e dirigentes de Ordem, soube caminhar de forma unida sempre na busca permanente da defesa da cidadania e da advocacia. Portanto, ao prestar essa homenagem a cada um dos conselheiros federais e presidentes seccionais estamos homenageando além da união, a todos os advogados e advogadas brasileiros, mais de um milhão e cem mil profissionais são aqui homenageados pelo Conselho Federal com a entrega deste símbolo, que é o troféu Ordem Constitucional”, afirmou o presidente nacional da OAB.

Durante a sessão que homenageou a advocacia, Lamachia também fez um breve histórico das perspectivas trazidas a partir da promulgação da Constituição Federal. “Na sua promulgação inaugurou-se uma era na história nacional alicerçado no pluralismo político e na garantia universal dos direitos individuais, consagrando a dignidade da pessoa humana como núcleo central do novo ordenamento jurídico vigente. A advocacia brasileira, que atuou vigorosamente em favor da redemocratização e da convocação de uma Assembleia Nacional Constituinte, orgulha-se profundamente da Carta de 1988 a partir da qual nosso compromisso com o Estado Democrático de Direito foi reforçado também por determinação constitucional. Basta notar que o advogado foi consagrado pela Constituição de 1988 como indispensável à administração da Justiça ao tempo que o Conselho Federal da OAB foi incluído no hall de legitimados para propor ações de controle de constitucionalidade, função que tem cumprido com sabedoria e absoluta independência ao longo de sua história”, declarou Lamachia.

Fonte: Conselho Federal
Recomendar este Artigo por email